Enem 2021: candidatos que estavam com Covid no domingo poderão refazer 1ª prova em janeiro

0
25

O candidato que se ausentar em um dos dois dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 por estar com alguma das doenças infectocontagiosas listadas abaixo, incluindo Covid-19, pode pedir a reaplicação do exame somente para a prova que não realizou.

Assim, o aluno que faltou ao primeiro dia e teve alta médica pode realizar a segunda prova neste domingo (28) e solicitar a reaplicação referente ao primeiro dia.

A solicitação deve ser feita pela página do participante de 29 de novembro a 3 de dezembro. O exame será reaplicado nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022.

A informação não estava presente no edital do exame, de 1 de junho, mas foi confirmada em nota pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) na terça-feira (23).

São doenças consideradas infectocontagiosas pelo edital:

  • covid-19;
  • tuberculose;
  • coqueluche;
  • difteria;
  • doença invasiva por Haemophilus influenza;
  • doença meningocócica e outras meningites;
  • varíola;
  • influenza humana A e B;
  • poliomielite por poliovírus selvagem;
  • sarampo;
  • rubéola;
  • varicela.

Como fazer pedido de reaplicação

Para que o pedido de reaplicação do candidato seja analisado, é preciso seguir uma série de exigências. Além de obedecer ao prazo de até cinco dias úteis contados após 28 de novembro, é preciso anexar ao pedido um documento legível que comprove a condição, que deve conter:

  • nome completo do participante;
  • diagnóstico com a descrição da condição que motivou a solicitação e/ou o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10);
  • assinatura e identificação do profissional competente, com respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente.

A aprovação ou não do documento vai ser informada na página do participante. Se for aprovado, o candidato garante a sua participação na reaplicação do exame.

Por questão de segurança, será obrigatório o uso de máscara contra covid-19 durante a permanência no local de aplicação, além de ser recomendado o uso de álcool em gel para higienizar as mãos.

Outros motivos que permitem reaplicação

Outros motivos, além de doenças infectocontagiosas, garantem ao aluno o direito de solicitar reaplicação do exame. Problemas logísticos, fatores supervenientes, peculiares, eventuais ou de força maior são alguns deles:

  • desastres naturais (que prejudiquem a aplicação do Exame devido ao comprometimento da infraestrutura do local);
  • falta de energia elétrica;
  • falha no dispositivo eletrônico fornecido ao participante que solicitou uso de leitor de tela;
  • erro de execução de procedimento de aplicação que incorra em comprovado prejuízo ao participante.

Ausência por motivos pessoais

Participante que faltou ao primeiro dia de aplicação do Enem por motivos que não se enquadram nas condições de reaplicação listadas acima — como questões pessoais, por exemplo — pode fazer as provas de 28.

Neste caso, ele será considerado ausente no primeiro dia e terá as notas das provas do segundo dia divulgadas no boletim de desempenho individual. Entretanto, essas notas servirão apenas como autoavaliação de conhecimento.

Vale lembrar que, nesse caso, não há reaplicação.

Ainda assim, se o participante for isento, a orientação do Inep é de que ele participe do segundo dia de provas para que consiga isenção no Enem 2022, quando o edital for publicado.

Cronograma e reaplicação:
Enem 2021 – 2º dia

Abertura dos portões: 12h
Fechamento dos portões: 13h
Início das provas: 13h30
Saída sem caderno de questões: 15h30
Saída com caderno de questões: 18h
Término das provas 1º dia: 18h30

Reaplicação

Solicitação: até 3 de dezembro
Resultado da solicitação: sem data definida
Enem para isentos em 2020, reaplicação e PLL: 9 e 16 de janeiro de 2022

Comentários