Ministro do Desenvolvimento Regional exonera servidor alvo da Operação Bleeder

0
20

Um dos alvos da Operação Bleeder, o servidor Celso Mamede de Lima foi exonerado, nesta quinta-feira (18), pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. O funcionário é apontado como braço burocrático da organização criminosa em Brasília. Os indícios mostram que o servidor auxiliou o grupo através de obras e aprovação de projetos.

Em comunicado, a pasta disse que não compactua com atos ilícitos e que vai instaurar procedimentos internos de apuração de responsabilidades, tanto administrativos como disciplinares.

“O Ministério do Desenvolvimento Regional informa que não compactua com nenhum ato ilícito e que está colaborando com os órgãos de controle para a apuração dos fatos investigados no âmbito da operação Bleeder, conduzida pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Controladoria-Geral da União”, afirmou a pasta.

Operação Bleeder

A operação foi deflagrada nesta quinta-feira (18) em João Pessoa, Campina Grande, Patos, Paulista e Pombal, na Paraíba. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a ação foi desencadeada após uma delação premiada e a descoberta de um grupo em um aplicativo de mensagens. A operação investiga o desvio de verbas em obras hídricas que custaram R$ 79 milhões na Paraíba.

 

Comentários