Bancada Federal da Paraíba ainda discute em Brasília propostas e Emendas para 2022

0
26

A bancada paraibana no Congresso Nacional se reuniu nesta quarta-feira (10) em Brasília para discutir quais serão os investimentos priorizados no orçamento-geral da união para o próximo ano. Em entrevista ao programa Hora H, da Rede Mais Rádio, momentos antes do encontro, o governador do estado, João Azevêdo (Cidadania), adiantou quais pautas defende como prioritárias. Confira o vídeo com a entrevista no fim da reportagem 

O chefe do executivo paraibano elencou a construção de uma adutora em Campina Grande e a manutenção de leitos de UTI. Ele acredita que o primeiro investimento deve garantir segurança hídrica para Rainha da Borborema e a região do Brejo. Já o segundo pleito será essencial para tratar de demandas reprimidas da saúde que ficaram em segundo plano durante o momento mais delicado da pandemia de Covid-19.

“A grande adutora que sai de Campina Grande e vai atender todo o Brejo chegando até Bananeiras. E o legado que de certa forma a própria pandemia deixou, que foi a quantidade muito grande de leitos de UTI que tivemos que abrir para conter a covid-19 e que neste momento serão não mais habilitados pela Ministério da Saúde, nós precisamos deixar esses leitos funcionando até para atender outras doenças, outras questões. Estamos priorizando esse dois investimentos” afirmou João.

Outras obras que estavam previstas para o próximo ano devem ser bancadas com recursos próprios do Governo da Paraíba: a dragagem do Porto de Cabedelo e a construção do Centro de Convenções de Campina Grande.

“Ao mesmo tempo, estamos substituindo, tirando da pauta outros projetos prioritários, considerando que o estado vai bancar com recursos próprios. Por exemplo, a dragagem do Porto de Cabedelo, que era um dos projetos que constavam, e o Centro de Convenções de Campina Grande, que até o ano passado nós conseguimos viabilizar R$ 48 milhões de recursos do OGU e o restante, os R$ 70 milhões, serão bancados com os recursos do próprio estado” explicou o governador.

Na reunião da bancada federal da Paraíba, era esperado um total de 15 parlamentares paraibanos, incluindo os três senadores, além do governador, e os prefeitos de João Pessoa e Campina Grande, Cícero Lucena e Bruno Cunha Lima. Cícero, cumprindo agenda na Espanha, não esteve presente. O vice-prefeito, Léo Bezerra, o representou. Outra ausência sentida no encontro foi do senador Veneziano Vital (MDB), que até às 19h desta quarta-feira não informou o motivo de não ter ido ao local.

Comentários