Áudio divulgado pela polícia mostra bandido reclamando do preço de munições na PB: “isso já é extorsão”

0
673

Gravação telefônica interceptada pela Polícia Civil mostra um criminoso, morto em confronto com a Polícia em agosto, reclamando dos preços cobrados por munição pelo militar reformado da Aeronáutica, preso nessa quinta-feira (1), no Sertão paraibano.

Veja video

O diálogo mostra uma conversa de Raimundo Nonato, que era apontado como o chefe de uma organização criminosa responsável por roubos a bancos, tráfico de drogas e assassinatos no Sertão, com uma pessoa que informava os valores cobrados pelo militar.

“É caro demais, não existe isso não. Uma bala de fuzil a 40 conto. Uma bala de fuzil 762 é R$ 20, a mais cara é R$ 25”, disse.

Em outro ponto da conversa, ele afirma que o militar está praticando extorsão. “Isso já é extorsão, ele já tá extorquindo. Esse caba nunca precisa de nós não, tá sempre independente? Nesse preço não quero não. 40 conto uma bala? Tá doido? 10 balas dá 400 conto, oxe”, reclamou.

As investigações apontam que o militar comercializava essas munições de forma ilegal, inclusive com pessoas envolvidas em crimes graves. Foram apreendidas com ele três espingardas, uma pistola e um revólver, além de várias munições, durante o cumprimento de três mandados de busca e apreensão no município de Piancó.

Comentários