Força-tarefa é criada pela prefeitura para recompor cratera em João Pessoa e diz que vai ressarcir motorista

0
14

A Prefeitura de João Pessoa montou uma força-tarefa e intensificou, neste sábado (4), as intervenções para reparar o trecho do asfalto que cedeu no início da tarde dessa sexta-feira (3) em uma das faixas da Avenida Pedro II, no bairro da Torre, no sentido Centro/Bancários. Os serviços reúnem diversas secretarias e a previsão inicial é de que, em 10 dias, as obras sejam concluídas e a avenida liberada para o tráfego.

O prefeito Cícero Lucena esteve no local conferindo o andamento dos trabalhos na manhã deste sábado. “Em menos de 24 horas, conseguimos identificar o problema e já temos a solução. Agora é trabalhar com vontade de fazer, que aqui não falta. Graças a Deus, não teve vítimas e agora vamos correr para fazer da melhor forma possível e o mais rápido para liberar esse tráfego tão importante da nossa cidade”, afirmou.

De acordo com o secretário da Infraestrutura, Rubens Falcão, as equipes irão trabalhar diuturnamente para concluir o serviço de maneira segura e com agilidade. Ele explicou que inicialmente será realizado um serviço para recompor a drenagem a partir da construção de dois poços de visita interligados com tubos de PEAD de 1,2m. Ele explicou que, no local, a rede é composta por apenas um tubo. “Iremos trabalhar diuturnamente, com duas equipes, e também contando com o apoio de outras secretarias que estão empenhadas para concluir o serviço o quanto antes”, destacou.

O diretor de manutenção da Seinfra, Rodrigo Pacheco, disse que um outro buraco foi identificado pelas equipes num trecho próximo onde aconteceu o incidente da Pedro II, só que dentro da reserva florestal da Mata do Buraquinho. Rodrigo Pacheco explicou que nesse trecho também foram constatados problemas na tubulação de esgoto, e, por isso, a Cagepa já foi acionada para realizar os reparos. “Vimos que no local o material da tubulação de esgoto está adentrando na galeria pluvial, e para isso a Cagepa já foi acionada. Ainda é cedo para afirmarmos, mas esse buraco pode ter relação com a cratera que se abriu na Avenida Pedro II”, observou.

Retirada de arbustos – Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) estão realizando a retirada de arbustos e árvores próximos ao local onde foi identificado esse outro buraco para facilitar a execução dos trabalhos pela Seinfra.

O diretor de Paisagismo da Sedurb, Jair Soares, disse que após a retirada da vegetação um caminhão compactador da Emlur irá recolher as podas para que o serviço possa ser iniciado. “Estamos dando esse suporte para que as equipes da Seinfra possam executar de forma segura e mais ágil a recuperação desse trecho que também foi afetado”, disse.

Trânsito continua interditado – O diretor de Operações da Semob-JP, Sanderson Cesário, disse que o trânsito continua interditado no trecho e que uma análise técnica está sendo realizada para uma possível liberação do tráfego em parte das faixas.

Ele ressaltou que enquanto a interdição perdurar, as alternativas de rota serão a Avenida Beira Rio em direção à BR-230 pelas alças ou pelo Altiplano, acessando pela Avenida João Cirilo os bairros da Zona Sul.

O diretor também lembrou que no sentido contrário, ou seja, Bairro/Centro, as faixas exclusivas de ônibus estão liberadas para os veículos como forma de otimizar o trânsito e evitar congestionamentos no local. “A Semob decidiu liberar a circulação de veículos nas faixas exclusivas de ônibus para otimizar o trânsito e dar maior fluidez, já que se trata de um dos principais corredores da cidade”, arrematou.

Transporte público – Devido à interdição do trecho na Av. Dom Pedro II, as linhas de ônibus 301, 302, 303, 304 e 2300 estão sendo desviadas pela Avenida Beira Rio. Para os embarques que normalmente são feitos em frente ao Ibama, no sentido Centro/bairro, os passageiros precisarão se dirigir aos abrigos na frente da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Danos ao veículo – A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Procuradoria-Geral do Município, está à disposição do proprietário do veículo envolvido no caso para qualquer esclarecimento. O procurador-geral do Município, Bruno Nóbrega, informou que basta o proprietário do automóvel entrar com pedido administrativo junto à Procuradoria do Município para ter o dano ressarcido.

Comentários