Cerca de 300 policiais militares ainda se recusam a tomar a vacina contra a Covid-19, na Paraíba

0
10

Cerca de 300 policiais militares ainda se recusam a tomar a vacina contra a Covid-19, na Paraíba. De acordo com o coronel Ronildo, diretor de Educação da PMPB, está sendo realizado um trabalho de convencimento para que a imunização seja realizada nesses profissionais.

“Estamos realizando um trabalho de convencimento. Já reduzimos bastante o quantitativo anterior. Conseguimos fazer com que eles tomassem, conversando com um infectologista e o comandante direto de cada batalhão”, explica coronel Ronildo.

Ainda de acordo com ele, os motivos para que os policiais tenham se recusado a tomar a vacina vão desde o receio a apresentar alguma reação à vacina até questões ideológicas.

A vacinação dos agentes de Segurança Pública começou no dia 8 de abril, com imunizantes distribuídos de acordo com critérios do Plano Nacional de Imunização (PNI).

Comentários