Três em cada quatro brasileiros defendem cassação de Cunha

0
4

Três em cada quatro brasileiros (77%) são favoráveis à cassação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), revela nova pesquisa Datafolha. Os contrários à cassação são apenas 11%.
Os índices são próximos aos observados na pesquisa anterior, feita em março. No último levantamento, eram, respectivamente, 80% os favoráveis e 8% os contrários.
O índice mais alto de apoio à cassação foi registrado em dezembro passado, quando alcançou 82%.
A taxa de apoio à cassação do peemedebista é maior entre os que têm renda familiar mensal de mais de cinco a dez salários mínimos (88%), entre os mais ricos (94%), entre os mais escolarizados (84%) e entre os homens (82%).
Quanto à possibilidade de Cunha renunciar, 73% declararam que ele deveria deixar o cargo, 15% que ele deveria permanecer na função e 12% não opinaram. As taxas permanecem estáveis em relação à pesquisa realizada no mês passado.
DEPOIMENTOS
Na semana passada, o juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, autorizou que o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados colha depoimentos, em Curitiba, de duas testemunhas arroladas no processo por quebra de decoro parlamentar contra Cunha.
Se aceito o pedido, as oitivas podem ocorrer nos próximos dias. O consultor Julio Camargo e o operador do PMDB João Augusto Rezende Henriques devem ser ouvidos por integrantes do conselho.
O conselho quer ainda ouvir o lobista Fernando Baiano e o doleiro Alberto Youssef, envolvidos no caso.
Um dos delatores da Lava Jato, Baiano afirmou que Cunha recebeu cerca de R$ 5 milhões em dinheiro, em seu escritório no Rio, além de crédito de R$ 300 mil em horas de voo em um jato particular.
Camargo também relatou à Justiça que Cunha pediu propina de US$ 5 milhões em um contrato de sonda da Petrobras.
CONGRESSO
Em relação ao Congresso Nacional, quatro em cada dez brasileiros (41%) reprovam seu desempenho.
Este é o melhor resultado já registrado pelo Datafolha para os congressistas eleitos em 2014. A taxa é próxima à dos brasileiros que o avaliam como regular (43%).
Segundo a mesma pesquisa Datafolha, a maioria dos brasileiros (55%) acredita que a Operação Lava Jato irá investigar até o fim os políticos envolvidos em casos de corrupção. Porém, parte significativa da população (38%) avalia que a operação poderá parar sem chegar a nenhum resultado.
Já o trabalho do juiz Sergio Moro na Lava Jato é aprovado por 64% dos brasileiros, mesmo patamar verificado no último mês de março (65%).
Para 16%, o desempenho de Moro é regular (em março, 15%), e 13% desaprovam o desempenho do juiz (no levantamento de março, 11%). Há ainda 8% que não opinaram.

Folha de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome