Segundo Raimundo Lira, um país sólido gera uma econômia sólida a favor da população

0
5

O Senador Raimundo Lira (PMDB), em pronunciamento no Senado Federal, disse que o programa Bolsa Família, do Governo Federal, é defendido pela classe produtiva do Brasil porque move a economia, nas pequenas e grandes cidades, através do pequeno e do grande empresário.

O Senador lembrou também, que o consumo move a atividade econômica de qualquer país. Por isso, quanto mais renda, mais consumidores para aquecer a economia. “Imagine uma fábrica sem consumidor: ela não funciona, ela fecha. O sonho do setor empresarial como um todo, seja grande, médio ou pequeno, é que exista no pais o maior número de consumidores possível. O que o setor produtivo quer é que as pessoas tenham renda”, disse Lira.

Ainda segundo Raimundo Lira, um país sólido gerar uma economia sólida a toda população.  “Ninguém mais deseja que exista o Bolsa Família, uma maior distribuição de renda no país, que os funcionários públicos ganhem bem, do que o setor produtivo”.

Ele lembrou que essa cadeia econômica começa nas pequenas cidades, onde o consumidor que recebe o Bolsa Família adquire renda para consumir produtos e incentivar a economia, até chegar ao setor industrial.

“Os consumidores que recebem Bolsa Família, aposentadoria rural ou pela Previdência Social, de qualquer tipo, tem renda para comprar nos mercadinhos da cidade, para que os produtores rurais daquele pequeno município possam fornecer seus produtos, porque sabem que serão vendidos. Os pequenos supermercados daquela pequena cidade vão para as cidades maiores comprar mercadorias nos chamados atacadões, para suprir seus pequenos negócios, e aí os atacadões vão comprar seus produtos nos fabricantes. Então, é uma cadeia totalmente interligada, na qual um depende do outro. O maior empresário do país depende do menor consumidor do pais”, argumentou Raimundo Lira.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome