25/05/2015 às 16h43
Para não perder benefício

Microempreendedores tem até domingo para entregar declaração do Simples Nacional

Os microempreendedores individuais (MEI) devem entregar à Receita Federal, até o próximo domingo (31 de maio), a Declaração Anual do Simples Nacional. Os empresários dessa categoria, que faturam até R$60 mil por ano, têm obrigação de enviar o documento anualmente para não perderem os benefícios a que têm direito, como cobertura previdenciária, acesso ao crédito, emissão de nota fiscal e participação em licitações. O documento deve ser entregue pelos 64.729 MEI formalizados na Paraíba até de dezembro de 2014.

Quem desobedecer o prazo não poderá emitir os boletos para os pagamentos de seus tributos mensais e pagará multa. Segundo o analista técnico do Sebrae Paraíba, Alexandro Teixeira, na declaração os empreendedores deverão informar à Receita Federal o valor bruto movimentado no ano anterior.

“Os microempreendedores individuais têm poucas obrigações a cumprir, não pagam imposto de renda, por exemplo, mas precisam entregar essa declaração de rendimentos anualmente. É preciso que eles cumpram esse compromisso, para ficar em dia com a Receita Federal, Estadual e Municipal e não perder os benefícios dessa política pública que foi construída para eles”, completou.

A Declaração Anual do Simples Nacional deve ser enviada exclusivamente pela internet, sem nenhum custo, no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). É necessário ter em mãos o CNPJ e os valores da receita bruta total e também das atividades sujeitas ao ICMS. “Tudo é feito de forma online e rápida, mas se o MEI tiver dúvidas, pode procurar uma das agências do Sebrae ou um contador cadastrado pela Receita Federal, que oferece o serviço gratuitamente”, explicou Alexandro.

O que é o MEI – Microempreendedor Individual é o mecanismo jurídico criado pela Lei Complementar 128/08, que permite a formalização de trabalhadores que tenham uma atividade econômica. O processo de formalização do MEI pode ser feito de forma gratuita no Portal do Empreendedor, no campo “Formalize-se”. Após o cadastro, o CNPJ e o número de inscrição na Junta Comercial são obtidos imediatamente, sem custos e burocracia. Ao se formalizar, o trabalhador por conta própria pode emitir nota fiscal e participar de licitações públicas, ter acesso facilitado a empréstimos, fazer vendas por meio de máquinas de cartão de crédito, entre outras vantagens.

Todo microempreendedor individual que faz o pagamento de sua contribuição mensalmente se torna um segurado da Previdência Social e, com isso, tem garantido direitos como aposentaria, auxílio-saúde e salário-maternidade. O pagamento dos impostos mensais é feito por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que pode ser gerado em qualquer computador conectado à internet. Os valores devem ser pagos na rede bancária e casas lotéricas até o dia 20 de todo mês.

Comentários