21/05/2015 às 16h18
Magoou

‘FHC não tinha o direito de falar bobagem na TV’, dispara Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) rebateu nesta quarta-feira (20) as críticas de seu antecessor no Palácio do Planalto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e afirmou que o tucano não tinha o direito de “falar bobagens” no programa nacional de seu partido, veiculado na terça (19).

Na propaganda em cadeia nacional, o FHC afirmou que os “enganos” e “desvios” no país começaram no governo de seu sucessor e que nunca antes na história roubou-se tanto em nome de uma causa.

Em discurso a uma plateia de trabalhadores e sindicalistas, o petista afirmou que ficou “triste” com as declarações de seu adversário político, mas ressaltou que sabe “apanhar”.

Em evento de sindicalistas do ramo financeiro, Lula comentou a fala de FHC no programa do PSDB

“Eu vi o programa do nosso adversário na terça-feira. Fico triste, porque um homem que foi presidente da República, letrado como ele é, não tinha o direito de falar a bobagem que ele falou”, afirmou.

Em uma referência ao escândalo da compra de votos em 1997, o petista afirmou que o tucano deveria utilizar a mesma postura adotada no programa televisivo para contar ao país “a história de sua reeleição”.

Em 1997 uma série de reportagens baseadas em gravações, sobre deputados federais que admitiam ter recebido dinheiro para votar a favor da emenda 16, que instituiu a reeleição à Presidência da República no país.

“Não teve no nosso mandato ‘engavetador’ no Ministério Público e não teve afastamento de delegado da Polícia Federal por investigar. Só há um jeito das pessoas não serem incomodadas neste país, é serem honestas, é fazerem a coisa certa”, disse. “Não tem tapete para esconder a sujeira. No tempo deles, só tinha tapete”, acrescentou.

O petista disse ainda que virou alvo dos partidos de oposição ao governo federal porque acreditam que ele será candidato à sucessão presidencial em 2018.

“Eu estou assustado. Agora, eles já não querem mais atacar a presidente Dilma Rousseff. Eles já estão pensando que tem de balear o Lula, pensando que o Lula vai voltar em 2018. Eu nem sei se vou estar vivo”, afirmou.

PANELAÇO

O petista participou de seminário promovido pela Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), em um hotel da capital paulista.

Em uma referência às manifestações contra a presidente Dilma Rousseff, Lula afirmou que as pessoas que promovem panelaços deveriam saber que a democracia tem de ser respeitada.

“A presidente foi eleita pelo voto direto. Quem não gostar dela, e quiser eleger o seu, espera as próximas eleições”, afirmou.

Comentários

Recomendado para você