15/12/2015 às 06h59
BRASÍLIA

PF cerca casa de Eduardo Cunha e cumpre busca e apreensão

A Polícia Federal faz nesta terça-feira, 15, por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF) uma operação de busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara Eduardo Cunha, em Brasília, e em na casa do parlamentar no Rio. O deputado é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro pela Procuradoria-Geral da República, nas investigações da Operação Lava Jato. A operação da PF tem outros alvos: o deputado Anibal Gomes (PMDB-CE) e o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado foram alvo de busca e apreensão.

A residência do parlamentar – ele mora na Península dos Ministros, onde fica a residência oficial do presidente da Câmara – amanheceu cercada por diversas viaturas policiais.

A Operação Catilinária não tem, pelo menos até o momento, prisões decretadas. A ação se restringe a autoridades com foro privilegiado.

Eduardo Cunha foi denunciado pelo Ministério Público Federal em agosto. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que acusa Eduardo Cunha de ter recebido propina no valor de ao menos US$ 5 milhões para viabilizar a construção de dois navios-sondas da Petrobras, no período entre junho de 2006 e outubro de 2012.

Comentários

Recomendado para você