25/11/2015 às 15h58
TCM

Durval defende vaga no novo tribunal para indicado da Câmara

O vereador Durval Ferreira (PP), presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), se posiciona contrário à criação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), pois, segundo ele, “o momento é de crise econômica e não se pode onerar mais o Estado”. O parlamentar, no entanto, defendeu a tese de inclusão de um representante do Legislativo da Capital, caso o novo tribunal seja implantado na Paraíba.

“Não é viável, nesse momento, a criação do TCM, pois requer mais gastos, pelo menos, eu vejo por esse lado. Mas, se por acaso, houver a necessidade de criação, a Câmara também deveria indicar um conselheiro pela competência, por ser o maio Poder Legislativo Municipal, por ser a Capital dos municípios paraibanos. Eu defenderia a indicação de um nome entre os parlamentares para fazer parte, porém, de antemão, não vejo viabilidade agora. É um momento de fazer economia”, afirmou Durval.

Audiência pública

Autora de um requerimento para a realização de audiência pública na CMJP para debater da criação do TCM, a vereadora Raissa Lacerda (PSD) também se posicionou contrária à instalação do novo tribunal. “Eu já adianto que sou contra ao TCM”, declarou a parlamentar, lembrando que a audiência pública será realizada na próxima sexta (27).

ParaibaJa.

Comentários