03/11/2015 às 16h53 • atualizado em 03/11/2015 às 17h43
PREVENÇÃO

Assembleia lança campanha ‘Novembro Azul’ e doa exames

Nos últimos três anos, 746 homens morreram vítimas de câncer de próstata. A falta de exames preventivos foi a principal responsável por essas estatísticas. E este ano, até 30 de setembro, o número de casos já é maior do que o registrado em todo o ano passado (1.509 novos casos em 2014 e 1.518 em 2015) , segundo informou na tarde desta terça-feira, em sessão especial na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Ricardo Barbosa, presidente da comissão de saúde da Casa. A sessão, proposta por Barbosa, foi de abertura da campanha Novembro Azul, da AL.

O deputado disse que, entre os homens, o tipo de câncer que mais mata é o de próstata. Um dos fatores que contribui para esses números de óbitos decorre do diagnóstico tardio, pois quase 50% dos homens brasileiros nunca foram a um urologista. “Em sentido oposto, quanto mais precocemente se descobre a doença, mais chance de curá-l, já que a possibilidade de cura sobe para 90%”, continuou.

Barbosa aproveitou para discorrer sobre a sua história de descoberta precoce do câncer de próstata, o que, segundo ele, foi fundamental para a sua cura. “Em todo o mês de outubro, a cor rosa prevaleceu na estampa da bandeira aqui hasteada, simbolizando, como é de todos sabido, o combate ao câncer de mama. Agora o tom do nosso pendão é o azul. Assim, conclamo a todos que hasteemos a bandeira da luta contra o câncer de próstata”, convidou.

A sessão contou, ainda, com a participação do urologista Jarques Lúcio da Silva, que falou sobre prevenção e tratamento; da fisioterapeuta Maria Caroline Escorel, que abordou o tema “Fisioterapia na incontinência urinária e nas disfunções sexuais masculinas”; e do psicólogo e sexólogo Aureliano Lima de Souza, falando sobre a necessidade de terapia nesses casos.

A campanha Novembro Azul, que será realizada durante todo o mês de novembro, prevê a distribuição de 300 autorizações gratuitas para exames de próstata no Laboratório Maurílio de Almeida. Já durante a abertura da campanha foi iniciado o cadastramento dos interessados.

Comentários