26/10/2015 às 06h04 • atualizado em 25/10/2015 às 21h32
CRISE

Cerca de 6 mil paraibanos necessitam de dessalinizadores

Uma unidade de dessalinização de água está ajudando no abastecimento de mais de 800 famílias e 21 instituições públicas da cidade de Serra Branca, a 234 km de João Pessoa, no Cariri da Paraíba. Com custo de aproximadamente R$ 120 mil, a unidade de dessalinização foi entregue no início deste mês com a presença do coordenador nacional do programa Água Doce do Ministério do Meio Ambiente, Renato Ferreira. Outros sistemas do tipo nessa região atendem a mais de 6 mil habitantes e amenizam os efeitos da estiagem.

A produção da unidade de Serra Branca é de 800 litros de água/hora e, para se ter um controle da procura e da oferta e adaptar o horário de funcionamento do sistema, as pessoas estão sendo orientadas a fazer o cadastro antes de pegar a água, sejam elas crianças, adultos ou idosos. As inscrições podem ser feitas na Secretaria Municipal de Educação ou com a equipe de técnicos e os interessados só precisam levar um documento de identificação e um comprovante de residência.

De acordo com o coordenador do Programa na Paraíba, Robi Tabolka, a água é distribuída quatro dias da semana. “Na segunda-feira não há distribuição porque é o dia reservado para a produção da água. Nas terças e quintas são os dias de retirada das instituições e, nas quartas e sextas é a vez dos moradores”, informou o coordenador.

A região de Serra Branca depende de dois reservatórios, sendo que um deles está totalmente seco e o outro tem apenas 5,6% da capacidade total de 14 milhões de metros cúbicos.

Ampliação

Além dessa unidade em Serra Branca, o ministro e o Estado entregaram ainda mais dois sistemas no município de Parari, que fica na região de Serra Branca, um na sede e outro na comunidade Sítio Farias, cujos cadastros começam na próxima semana. As três unidades vão beneficiar quase seis mil habitantes que sofrem com a escassez de água.

A instalação dos sistema de dessalinização de água em áreas secas da Paraíba ocorre por meio do programa Água Doce, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente. O objetivo é estabelecimento de uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização sustentáveis, ambiental e socialmente, para atender as populações de baixa renda em comunidades difusas do semiárido.

Na Paraíba, o Água Doce vai investir mais de R$ 22 milhões na recuperação e instalação de 93 sistemas de dessalinização, beneficiando aproximadamente 37 mil paraibanos.

com Portal Correio

Comentários