22/10/2015 às 13h01 • atualizado em 22/10/2015 às 18h11
DO TCE

Arthur Cunha Lima indica erro e intenção política em denúncia sobre diárias

O presidente do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE), Arthur Cunha Lima, declarou nesta quinta-feira (22), durante a Sabatina do novo conselheiro daquela corte, Marcos Costa, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, que os pagamentos feitos pelo TCE referentes a diárias e férias para os Conselheiros e Auditores foram dentro da legalidade.

“O que foi alardeado pela mídia não se configura em novidade nenhuma, pois todas as informações estão disponíveis no Sagres”, disse.

Arthur justificou que os valores pagos ao conselheiro Umberto Porto referente a férias no valor de R$ 363 mil, são referente a oito férias acumuladas pelo Conselheiro, a que ele tinha direito por lei.

Na contraofensiva, Arthur Cunha Lima quer levar esta semana jornalistas da mídia paraibana para que eles conheçam o processo de transparência da Corte referente às suas despesas. Arthur disse que vai procurar o presidente da Associação Paraíba de Imprensa (API), Jornalista João Pinto, para oferecer aos jornalistas um curso de capacitação sobre como analisar contas e despesas de números realizados pelo Sagres e pela Corte.

Com Paraíba.com.

Comentários