ALPB aprova projeto e institui 2019 como ano de Jackson do Pandeiro

0
16

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, na sessão desta quarta-feira (13), o projeto de Lei de autoria do deputado Ricardo Barbosa (PSB) que institui o ano de 2019 como “Ano Jackson do Pandeiro”. A ideia do líder do governo foi homenagear o artista nascido em Alagoa Grande no ano de seu centenário de nascimento. “Foi um de nossos maiores artistas”, justificou.

A homenagem foi elogiada por outros deputados, inclusive pelo presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB). “Jackson do Pandeiro muito nos honra e esta Casa mais uma vez faz justiça a este grande paraibano”, afirmou o presidente.

O nome de batismo do artista era José Gomes Filho. Nasceu sem Alagoas Grande a 31 de agosto de 1919 e passou boa parte da vida em Campina Grande. A motivação para a arte nasceu da admiração pelo trabalho da mãe, que cantava coco, com quem ele começou a tocar aos sete anos.

O artista trabalhou em várias rádios em Campina Grande, João Pessoa e Recife. No momento em que foi para Pernambuco, passou a receber a atenção da mídia e ficou conhecido como o homem orquestra pelo domínio da percussão. O estouro do talento do paraibano aconteceu quando ele gravou o sucesso Sebastiana na década de 1950.

Jackson morreu em 10 de julho de 1982, em Brasília, quando tinha 62 anos de idade. Ele brilhou no forró e também no samba.

Comentários