Câmara autoriza PMJP a contrarir empréstimo de R$ 52 mi para construção da ‘Linha Troncal’, em João Pessoa

0
70

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) autorizou a Prefeitura da Capital a contrair um empréstimo no valor aproximado de R$ 52 milhões para a construção de uma “Linha Troncal de Transporte Coletivo de Massa” na avenida Dom Pedro II e que irá beneficiar, diretamente, cerca de 25% da população de João Pessoa.

O projeto foi votado na manhã desta quarta-feira (12) no plenário da CMJP e aprovado, apesar das críticas da oposição que tentou adiar a votação pedindo mais prazo para análise. Os vereadores Bruno Farias e Tibério Limeira, que são da Oposição, votaram a favor da PMJP. Ontem (11) a CMJP realizou uma audiência pública discutir o assunto.

O vereador Léo Bezerra, líder da oposição, disse que a oposição não está contra o projeto, mas bancada quer saber mais detalhes de juros e parcelamento.

Não podemos autorizar um empréstimo sem saber quanto vai ser pago, as condições de pagamento e ainda o juros. Um aburso o projeto ter chegado hoje, ter recebido parecer apenas oral da CCJ e ir logo ao plenário”, explicou o vereador.

Já o vereador Fernando Milanez, que coordena a situação, adiantou que o projeto aprovado hoje foi apenas a autorização para contrair o empréstimo, mas que todas as informações solicitadas pela oposição serão apresentadas no ato da assitura do termo.

O projeto, de acordo com o superintendente da Semob, é o mesmo apresentado em 2017 para o BRT (Bus Rapid Transit, ou “ônibus para trânsito rápido”, em tradução livre), agora renomeado para “Linha Troncal de Transporte Coletivo de Massa”, uma vez que poderá, inicialmente, funcionar com os dois tipos de veículos: os ônibus regulares que já circulam na cidade, e os chamados “veículos inteligentes”, com alta capacidade, informações em tempo real, piso elevado e ar condicionado.

A avenida Pedro II irá passar por uma intervenção viária para receber veículos de massa que irão fazer o transporte de passageiros do bairro até o Centro da cidade”, resume Adalberto Alves, superintendente da Semob, acrescentando que o projeto compreende, ainda, a construção de dois terminais inteligentes: um, já anunciado pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV), ao lado do Terminal Rodoviário Severino Camelo, no Varadouro, e outro, no bairro de Mangabeira.

PB HOJE

Comentários