Operação em apartamentos de luxo na orla de João Pessoa investiga desvio de dinheiro de cartórios

0
568

Três mandados de prisão, busca e apreensão e sequestro de bens foram cumpridos na manhã desta terça-feira (11), em João Pessoa pelo  Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO com apoio das Polícias Civil e Militar.  As ordens judiciais expedidas pela 1ª Vara da Comarca de Santa Rita foram cumpridas no bairro de Cabo Branco.

De acordo com o Ministério Público da Paraíba, a Operação Escribas busca desarticular um esquema criminoso, assim como, recuperar valores desviados pela cúpula da serventia extrajudicial do Cartório do 2º Ofício de Notas e Registro de Imóveis da cidade de Santa Rita, na Região Metropolitana da capital, nos anos de 2015 e início de 2016, quando recebia, em espécie, os valores devidos, a título de emolumentos, em razão de serviços de registros de, pelo menos, dois mil contratos de compra e venda com alienação fiduciária com força de escritura pública e não realizava o recolhimento devido, causando um prejuízo de mais de R$ 1 milhão a terceiros, ao Ministério Público, ao Poder Judiciário, ao Município de Santa Rita e ao Fundo de Apoio ao Registro de Pessoa Natural.

Os investigados podem responder pelos crimes de peculato, falsidades Ideológicas, crimes contra à ordem tributária, além do crime de lavagem de dinheiro, cujas somas podem chegar a mais de 20 anos de reclusão.

A operação do MPPB, conta com apoio da Secretaria de Estado e Defesa Social, por meio do Grupo de Operações Especiais (GOE), e Polícia Militar, através do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome