Esposa acusada de mandar matar empresário ‘Rei do Lixo’ vai a júri nesta terça-feira

0
57
Empresário foi morto em 2011

A esposa acusada de mandar matar o empresário, do ramo de reciclagem, conhecido como o “Rei do Lixo” vai a júri popular nesta terça-feira (6) junto com mais dois suspeitos de envolvimento no crime: Renato Oliveira de Sousa, funcionário da vítima e acusado de ser amante de Adiene, e Walter de Oliveira Dias, que é primo de Renato. O julgamento acontece às 8h no Fórum de Cruz do Espírito Santo.

O empresário tinha 47 anos na época em que foi morto com três tiros. O crime aconteceu no lixão da cidade de Cruz do Espírito Santo, na Zona da Mata paraibana.

Segundo o promotor de Justiça do Fórum Desembargador Joaquim Sergio, Jeaziel Carneiro dos Santos, Adiene Afra Tavares Rocha é acusada de ser a mentora do assassinato de Sebastião Cerilo da Rocha Neto. O caso aconteceu em outubro de 2011, quando, segundo as denúncias, ela teria encomendado a morte do esposo com a pretensão de receber o seguro de vida da vítima, no valor de R$ 1,5 milhão.

Segundo o advogado da família da vítima, Rômulo Palitot, Adiene Afra Tavares Rocha foi qualificada no processo por homicídio qualificado com impossibilidade de defesa. “Ela pode pegar pena de 12 a 30 anos, é considerado um crime hediondo”, comentou o criminalista.

Segundo relato do funcionário à polícia, quando eles chegaram ao local do lixão trazendo materiais de reciclagem dentro de uma caçamba, havia um rapaz que supostamente estava catando lixo e que ele teria atirado contra o empresário. Conforme o ajudante, o suspeito agiu no momento em que ele estava em cima do caminhão despejando os materiais recicláveis. O homem disse que correu ao ouvir os disparos e se escondeu em um matagal nas proximidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome