Agente da PF na PB é investigado por postar que ex-presidente do STF fez ‘papel do escravo’ pagando ‘favor ao PT’

0
657

A Polícia Federal está investigando o agente da Superintendência Regional da Paraíba que fez uma postagem no Twitter dizendo que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, fez ‘papel de escravo’ pagando ‘favor ao PT’. O inquérito foi aberto nesta segunda-feira (29) para que haja a apuração da conduta do policial federal.

A postagem foi feita nesse domingo (28) de segundo turno. Por meio de nota, a PF disse ao G1PB que a Corregedoria Regional da instituição “já adotou os procedimentos necessários pertinentes ao caso.” De acordo com a assessoria de imprensa, o policial federal Décio Neves “está em missão e não poderia ser contatado.”

Declaradamente eleitor do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), Décio compartilhou o tweet do militar sobre o apoio de Joaquim Barbosa a Fernando Haddad (PT), em que Bolsonaro diz que o ex-ministro teria reconhecido que apenas o capitão não teria sido comprado pelo PT, o que depois o ex-dirigente do STF rebateu, alegando, também via Twitter, que “Bolsonaro não era líder nem presidente de partido. Ele não fazia parte do processo do Mensalão. Só se julga quem é parte no processo. Portanto, eu jamais poderia tê-lo absolvido ou exonerado. Ou julgado.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome