Assassino confesso de família paraibana na Espanha pede perdão em 1º dia de julgamento

0
369

O jovem de 21 anos François Patrick Nogueira Gouveia, que confessou ter assassinado o casal de tios paraibanos e os dois primos menores na cidade de Pioz, na Espanha, em agosto de 2016, foi levado a julgamento nesta quarta-feira (24) em Guadalajara, também em território espanhol.

Durante o primeiro dia de julgamento, Patrick limitou-se a responder apenas às perguntas de sua própria defesa, representada pela advogada Bárbara Rayo. Aos familiares das vítimas da chacina, que também são seus parentes, ele pediu perdão e disse que gostaria de ter evitado o crime.

“Queria ter evitado tudo isso […] não escolhi funcionar da maneira como funciono”, declarou o réu em meio ao tribunal.

O jovem também chegou a contar detalhes de como matou a família, que o havia acolhido em sua própria casa na Espanha para que ele pudesse treinar futebol. “Eu sabia que queria fazer, mas não como ia acontecer”, complementou Patrick.

O julgamento do assassino confesso, que está preso em território espanhol desde outubro de 2016, quando se entregou à polícia, vai seguir até 31 de outubro, enquanto mais de 30 pessoas devem ser ouvidas. No último dia, a juíza do caso deve ler o veredicto, que a acusação espera que seja uma sentença de prisão perpétua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome