Professor da UFCG é agredido por grupo do #EleNão após impedir ato em sala de aula

1
189

Alunos e professores manifestaram revolta contra a agressão que o professor Anunciado Alves de Melo teria sofrido dentro do campus da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), nessa terça-feira (23). Segundo relatos de estudantes e de colegas do docente, ele foi contra a entrada dos manifestantes em protesto, na sala de aula.

Com isso, o professor teria sido empurrado e xingado. As informações são de que Anunciado Alves de Melo argumentou que a UFCG é independente e que não deveria haver manifestação de apoio a nenhum candidato dentro da instituição.

A assessoria de imprensa da UFCG disse que o reitor deve chegar ao campus no fim da tarde e que uma nota deve ser emitida sobre o caso.

Um docente publicou uma mensagem relatando o que soube da situação.

Um estudante pediu investigação sobre a confusão.

O superintendente do Hospital Universitário Alcides Carneiro publicou nota de repúdio sobre a agressão.

1 COMENTÁRIO

  1. Era só o que faltava… Alunos da psicologia querendo invadir o curso de medicina.
    Existe uma hierarquia que é definida pela meritocracia.
    Alunos de cursos menos importantes e de aprovação mais fácil não podem querer se sobressair sobre alunos de cursos que exigem muito mais capacidade intelectual.
    Cada um na sua.
    Senão, amanhã, alunos do curso de economia doméstica vai querer mandar na faculdade de medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome