16/05/2015 às 15h37

Morre em Brasília ex-deputado Edme Tavares

O ex-deputado federal, Edme Tavares, morreu aos 78 anos na madrugada deste sábado (16), em Brasília, Distrito Federal, vítima de insuficiência respiratória. Edme Tavares, considerado um dos maiores benfeitores de Cajazeiras e de toda a região sertaneja, desde o inicio do ano lutava contra um câncer de pulmão e o agravamento da doença o levou a ser internado no hospital de Brasília, sob os cuidados de uma equipe de especialistas do hospital Sírio Libanês, na Capital Federal da República, onde faleceu.

Natural de Cajazeiras, filho do comerciante e contador Antônio Aquino de Albuquerque e de Honorina Tavares, Edme Tavares era advogado, formado em Direito pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro. Ainda muito jovem, ingressou na seara política a convite do então governador João Agripino, oportunidade em que ocupou a chefia de gabinete no período de 1966 a 1970.

Deputado estadual por três mandatos consecutivos, no período de 1970 a 1982, e deputado federal por duas legislaturas, no período de 1983 a 1990, Edme Tavares participou da Assembléia Nacional Constituinte como presidente da Comissão de Ordem Social, sendo um dos responsáveis pela elaboração da Constituição Federal de 1988.  

Edme Tavares também ocupou diversos cargos públicos no poder executivo, tendo sido Secretário de Estado nos governos João Agripino, Tarcísio Burity, José Maranhão e Cássio Cunha Lima. O ex-deputado ainda foi assessor da Presidência da República no governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso, no período de 1995 a 2002.     

Benfeitor de Cajazeiras e do Sertão – Ao longo de sua carreira de parlamentar, Edme Tavares, legítimo representante da população cajazeirense e de municípios da região, revelou-se um estudioso dos problemas sociais e econômicos do alto sertão paraibano e um batalhador incansável no sentido de identificar alternativas para atenuação desses problemas, com ações marcantes nas áreas de educação, social, trabalho e desenvolvimento social.

Edme Tavares foi um dos responsáveis pelas principais conquistas da região sertaneja. Graças a sua atuação parlamentar, mais de 40 cidades foram contempladas com ações e serviços dos governos federal e estadual, com destaque para construção de escolas, postos de saúde, hospitais, estradas, dentre outros inúmeros benefícios. A redução no tempo de aposentadoria do trabalhador rural é outra iniciativa parlamentar de Edme Tavares.  

O ex-deputado também teve papel decisivo na conquista da Escola Técnica Federal de Cajazeiras, hoje convertida em IFPB, instituição cujos inegáveis benefícios se fazem sentir desde sua criação e que tendem a se multiplicar a curto e médio prazo com abrangência estendida à realização de cursos superiores nas áreas de Ciência e Tecnologia.

Edme Tavares de Albuquerque era natural de Cajazeiras, tinha como irmãos Edna, Edneide, Regina, Reginaldo e Ednaldo. Era viúvo da senhora Clotilde Albuquerque e pai de Hellen, Edda, Edme Filho, Helga e Hertha. 

Velório e sepultamento – O corpo do ex-deputado estará sendo transladado para Paraíba e velório será realizado neste sábado (16), na Casa de Velórios Morada da Paz, na Avenida João Machado, 1214, em Jaguaribe, em João Pessoa, e o seu sepultamento ocorrerá no domingo, no Cemitério Senhor da Boa Sentença, também na capital paraibana.