Bandidos queriam arma de bombeiro para repassar a presidiário em João Pessoa

0
357

A Polícia Militar (PM) capturou, na noite desta quinta-feira (30), os três suspeitos de participação no assassinato do Sargento Joselio de Souza Leite.

O sargento foi morto por volta das 11h30 da manhã dessa quinta-feira (30), dentro do 1º Batalhão de Bombeiro Militar da Paraíba (BBM), localizado em Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa.

O suspeito de dar fuga ao atirador, que tem 18 anos, foi preso no bairro do Valentina, durante as buscas. A moto usada na ação também foi apreendida. Ele foi levado para a Central de Polícia e chegou a confessar que pilotava o veículo.

“Na fuga pegamos por trás dos Bombeiros. Ele foi me deixar para pegar alternativo. Depois disso cheguei em casa, deixei a moto na casa do meu cunhado, tomei banho”, disse.

“Ele me disse: ‘Os homens estão atrás de mim, estão com as minhas fotos’. Daí eu perguntei onde,ele disse que pegou o Uber e estava escondido. Perguntei onde era e ele não quis responder”, relatou.

Segundo a polícia, o crime, que seria para roubar a pistola da vítima, foi encomendado por um presidiário que cumpre pena alternativa por tráfico de drogas, realizando serviços diários de faxina no local onde o militar trabalhava. De acordo com as investigações, a arma seria vendida por R$ 6 mil.

A inda de acordo com a polícia, o suspeito da autoria dos disparos havia sido preso na última sexta-feira (24) com drogas, mas foi liberado na delegacia, após um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Ele cumpre pena por roubo no regime aberto e estava escondido na casa da namorada, em uma comunidade que fica na divisa dos bairros do Altiplano e Quadramares.

A arma roubada do sargento estava escondida na residência e foi recuperada. O revólver usado para tirar a vida da vítima também foi apreendido.

T5

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome