Policial militar passa mal dentro de piscina e morre em treinamento

0
594

Um policial militar morreu durante um treinamento de natação no início da manhã desta quarta-feira (29) na cidade de Campina Grande, Agreste do Estado. O cabo Pedro Enilson de Araújo, de 38 anos, estava na piscina da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) participando do curso do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC).

De acordo com o major Werick, comandante do GEOsAC, o policial realizou todos os procedimentos requisitados pelo instrutor dentro da piscina. “Ao final do exercício, na etapa de flutuação o aluno começou a ficar nervoso e, como é protocolar, foram lançadas duas boias para que ele se tranquilizasse. Mesmo de posse das duas boias, ele continuou nervoso”, explicou o major.

Vendo que a situação não se normalizava, o instrutor ordenou que o cabo saísse da piscina. Ele estava a cerca de cinco metros da borda da piscina e em nenhum momento afundou. O policial foi ajudado por outros alunos e chegou à borda da piscina já desacordado.

O instrutor iniciou juntamente com os socorristas os procedimentos de primeiros socorros. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também foi acionado e levou o cabo até o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. No entanto, ele faleceu antes de chegar à unidade de saúde.

O corpo do cabo foi levado para o Instituto de Polícia Científica (IPC) para a realização de perícia que deve indicar a causa de sua morte. O major Werick lamentou o ocorrido e afirmou que agora devem esperar o laudo para saber o que de fato aconteceu. No entanto, ele já adiantou que o problema foi apresentado somente por este policial. “Os outros 23 alunos na mesma instrução não tiveram nenhum problema”, afirmou. Ele ainda explicou que esta era a “12ª aula de natação que fazíamos com ele visando aprimorar a técnica”.

Com click

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome