Após luta contra o câncer, morre o cantor Deivison Kellrs, vocalista da banda Torpedo

0
2841

Morreu neste domingo (19) o cantor Deivison Kellrs, 28 anos, vocalista da Banda Torpedo. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do grupo de brega. O artista lutava contra um câncer no fígado há um ano.

O quadro de saúde do artista se agravou na madrugada do dia 10 deste mês. Segundo informações do empresário da banda, o artista foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital no bairro do Derby, área central do Recife, e respirava com a ajuda de aparelhos.

O cantor deu entrada no hospital um dia antes do evento beneficente Todos com Deivison Kellrs, promovido para arrecadar dinheiro para o tratamento do artista. Ele se queixou de dores intensas e precisou tomar morfina para aliviar as sensações. “No início, achávamos que fosse uma uma dor de rotina, mas acreditamos que as sensações aumentaram pela ansiedade que ele estava sentindo em relação ao evento”, explicou Silvano Melo, empresário da Banda Torpedo.

Em um vídeo divulgado pela equipe do grupo, um dos médicos responsáveis pelo tratamento do artista explicou que o ocorrido foi consequência de uma “dor refratária”. “Ele não pode se deslocar por que, apesar de estar em estado regular, seu quadro pode descompensar a qualquer momento, a exemplo de uma queda de pressão arterial. A situação dele exige cuidados mais intensivos”, disse, quando Kellrs foi internado.

No mesmo comunicado, a mãe do cantor agradeceu o apoio que o filho estava recebendo nas redes sociais e com o festival beneficente. “Agradecemos por tudo o que vocês fizeram e ainda continuam fazendo por ele”, disse ela. No evento, os cachês das bandas Sedutora, Swing do Amor, Torpedo, Michelle Melo, MC Elvis, Dadá Boladão, MC Tocha, MC Japão, Roginho, Danilo Bolado, Clebinho, Anderson Roger, Banda Espartilho e Banda Infiel foram revertidos para o tratamento do cantor.

Diagnóstico
Deivison Kellrs, 28 anos, foi diagnosticado com câncer em julho do ano passado, quando precisou diminuir a agenda de shows e se ausentar dos palcos para tratar a doença. Desde então, ele se submetia a um tratamento com sessões de quimioterapia e medicamentos. A banda Torpedo manteve a agenda de shows e é formada por Luiza Ketilyn, Francyne Roper e Júnior Dieckman.

Boatos
Em julho deste ano, o cantor precisou usar as redes sociais para desmentir boatos da morte dele. “Bom dia meus amores! Tudo não passa de boato, fruto de um coração que precisa de orações”, escreveu na legenda. “Estou em casa, coberto pela misericórdia de Deus, o amor da minha família e de vocês que torcem por mim”, completou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome