Foragido da justiça se esconde atrás de guarda-roupa, mas é morto a tiros ao ter casa invadida na PB

0
1666

Geovane Alves da Silva, 22 anos, foi assassinado a tiros dentro de uma casa no bairro da Mangueira, na cidade de Pedras de Fogo, no Litoral Sul da Paraíba.O crime aconteceu na noite dessa sexta-feira (17). Ele foi morto na frente de amigos. A vítima era foragido da justiça e estava morando na cidade há cinco meses.

A Polícia Militar que a vítima estava na casa de um casal de amigos quando três homens encapuzados chegaram ao imóvel e bateram na porta. Quando perceberam a presença de Geovane no local, eles arrombaram a porta e invadiram a casa logo atirando.

A vítima ainda tentou se esconder atrás de um guarda-roupa, mas foi perseguida e morta a com cerca de nove tiros. Apenas Geovane foi alvo dos tiros. O dono casa fugiu na hora dos disparos porque, segundo a mulher dele, o marido é foragido da justiça porque contra ele há um mandado de prisão por tráfico de drogas.

Os primeiros levantamentos a polícia constatou que Geovane Alves tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela Comarca de Remígio por roubo qualificado. Ele também é investigado por vários. Geovane era natural de Barra de Santa Rosa, mas estava aqui na cidade de Pedras de Fogo há aproximadamente cinco meses.

Após o crime, os suspeitos – que estavam encapuzados – fugiram em um carro sem deixar pistas. Até a publicação da reportagem, ninguém tinha sido preso. O corpo da vítima foi levado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no bairro do Cristo Redentor, na Capital.

PB HOJE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome