Quadrilha que explodiu carro-forte na PB troca tiros com a polícia e soldado fica ferido em Lucena

0
1449

A Polícia Militar conseguiu localizar na tarde desta segunda-feira (6), entre os distritos de Lerolândia e Bebelândia, em Santa Rita, uma caminhonete com vários criminosos que teriam arrombado um carro-forte nas proximidades de Pedras de Fogo pela manhã.

Ao perceber a ação policial, os bandidos iniciaram uma troca de tiros e fugiram por canaviais. Informações extraoficiais dão conta que o helicóptero da PM, o Acauã, chegou a ser solicitado para auxiliar na perseguição, mas o equipamento não estaria operacional.

Uma casa em Lucena, que serviria de apoio para os suspeitos, foi cercada pelas autoridades e um grande efetivo policial está se deslocando ao local para auxiliar na ação pelas rodovias que dão acesso à cidade, assim como pela balsa que sai de Cabedelo.

O grupo criminoso ficou conhecido como “a gangue da .50” por conta de uma metralhadora de grosso calibre usada para quebrar o motor de carros que fazem transporte de valores, obrigando as vítimas a pararem e se tornarem um alvo fácil da bandidagem.

O que a gangue não contava é que um novo equipamento instalado nos carros-fortes liberou uma tinta que manchou o montante de dinheiro.

Um policial estaria sendo levado para João Pessoa para ser atendido após ser baleado. O ferimento não seria grave. De acordo com testemunhas, os criminosos estão portando fuzis AR-15, espingardas calibre 12, além da metralhadora de grosso calibre.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome