Presos com mais de R$ 150 mil em João Pessoa explodiram banco no RN

0
898

Os mais de R$ 150 mil apreendidos com um quarteto na madrugada desta sexta-feira (13), no bairro do Bessa, em João Pessoa, são frutos de um assalto a banco no Rio Grande do Norte na última quinta-feira (12), de acordo com a Polícia Civil da Paraíba. Segundo o delegado Wagner Dorta, os três homens e o adolescente detidos, na realidade, são integrantes de uma quadrilha especializada em assalto a bancos.

“Eles fazem parte de uma quadrilha e fizeram uma assalto na cidade de Macaíba (RN) na madrugada do dia 12 de junho. Eu, inclusive, já consegui uma imagem com um colega delegado lá do Rio Grande do Norte, onde um dos elementos faz o levantamento [do dinheiro obtido] na frente do Batalhão de Polícia Militar de Macaíba”, explica ele.

A Polícia Militar deteve o grupo, a princípio, com cerca de R$ 145 mil em espécie dentro de um carro que trafegava pela contramão, durante uma ronda pelo Bessa. Os suspeitos inicialmente não informaram a origem do dinheiro, mas em depoimento na delegacia deram versões contraditórias, que levantaram as suspeitas de um possível crime.

Um deles afirmou que não sabia a procedência do valor, outro alegou que o dinheiro teria sido obtido a partir da venda de roupas e o terceiro disse que ele seria utilizado para comprar roupas na feira de Caruaru e vendê-las em João Pessoa.

Durante a manhã desta sexta, a polícia vasculhou novamente o veículo em que estava o quarteto e encontrou cerca de R$ 10 mil, valor que não havia sido percebido, totalizando mais de R$ 150 mil. Analisando a ficha criminal de um dos detidos, a Polícia Civil detectou que ele já possuía um mandado de prisão em aberto contra si.

“Dos quatro, nós descobrimos que um deles tem mandado de prisão por roubo, então é um assaltante já conhecido. Eles serão autuados em flagrante por roubo qualificado e encaminhados ao presídio. Já com relação ao adolescente, será feito um auto de apreensão de menor infrator na Delegacia de Infância, e muito provavelmente será encaminhado ao CEA (Centro Educacional do Adolescente)”, completou o delegado.

Com T5

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome