Mais de 80 lojas do Centro de João Pessoa fecham por insegurança

0
60

O presidente da CDL, Nivaldo Lins, afirmou que, atualmente, o Centro de João Pessoa tem mais de 80 lojas fechadas e falou sobre possíveis motivos que contribuíram para essa situação, que eles temem que piore ainda mais. Para eles, isso está ocorrendo por causa do roubo de cargas e dos assaltos a pessoas na cidade, do crescimento descontrolado do comércio informal e da descontinuidade do serviço de vagas de estacionamento rotativo, que deveria ser administrado pela Prefeitura.

“Sabemos que a insegurança é um problema nacional, mas aqui nós não estamos conseguindo nem mesmo o diálogo com os órgãos responsáveis. As grandes empresas estabelecidas no Estado estão tendo prejuízos enormes, porque seus caminhões estão sendo assaltados e roubados quando saem dos depósitos. Os BOs não caminham para investigações. Outro assunto é que as calçadas estão tomadas por ambulantes e é preciso que a prefeitura faça um reordenamento desse comércio”, disse.

Ainda segundo os lojistas, as vagas da Zona Azul estão sendo ocupadas por motoristas alternativos e até por ambulantes que, além das bancas nas calçadas, passaram a ocupar vagas de estacionamento público para vender os produtos em carros. Segundo os lojistas, não há nenhuma fiscalização ou cobrança desse uso indevido dos espaços públicos. “O resultado é que os consumidores não estão mais vindo ao Centro. Nós procuramos o Ministério Público para que nos auxilie no diálogo e a reunião foi muito proveitosa”, afirmou.

Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome