Ministro do STJ nega habeas corpus para três presos na operação Xeque-Mate

0
43

O ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou habeas corpus a três presos da Operação Xeque-Mate por entender que os acusados de envolvimento na organização criminosa poderiam destruir provas se forem soltos.

Os recursos foram apresentados pelo vereador Lúcio José (PRP), presidente afastado da Câmara Municipal, o empresário Marcos Antônio dos Santos e o servidor Adeilson Bezerra Duarte.

Todos os três estão entre os acusados de participar de uma organização criminosa que atuava na gestão municipal de Cabedelo e teria como líder o próprio prefeito da cidade, Leto Viana, que agora está afastado e preso desde o início de abril.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome