Trio é preso e confessa que matou idoso asfixiado em assalto após ele gritar pedindo socorro

0
2874

A Polícia Civil esclareceu o latrocínio, que é roubo seguido de morte, do agricultor José Amorim de Oliveira, conhecido como Zé Gago, de 78 anos. O crime aconteceu no dia 18 de junho na zona rural da cidade de Remígio, no agreste do estado. Foram presos nessa quarta-feira (27), Ecildio Ferreira Cândido, Genúbia Oliveira Santos e Luciano Belo Delfino. Todos vão responder por associação criminosa, por posse de arma de fogo e por receptação qualificada. Ecildio tinha um mandado de prisão em definitivo por homicídio. As informações foram divulgadas no programa Correio Verdade, TV Correio.

Durante a operação policial, coordenada pela equipe de Esperança, Luciano confessou que teria fornecido a casa para que Ecildio dormisse um dia antes do crime. Ecildio também confessou a participação no crime e os dois disseram que ficaram sabendo que vítima teria realizado um empréstimo bancário de valor elevado e também possuía armas de fogo em casa. Genúbia, conhecida por Núbia, o qual mantinha um relacionamento extraconjugal com Ecildo, também foi presa pelo envolvimento no crime.

Durante a ação criminosa, os envolvidos relataram que o idoso reagiu e gritava muito, quando foi necessário amarrá-lo e acabaram o sufocando com um saco plástico, porque a vítima estava alarmando a presença deles na granja.

Além da prisão em flagrante delito e do latrocínio, a pessoa de Ecildio Ferreica Cândida possui um mandado de prisão definitiva em seu desfavor por homicídio, o qual foi dado cumprimento durante a ação policial.

Os presos serão encaminhados ao Poder Judiciário para Audiência de Custódia ainda esta quinta-feira (28).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome