Polícia prende genro de empresário assassinado em JP e diz que ele foi o mandante do crime

0
1379

A Polícia Civil prendeu o mandante do assassinato do empresário da construção civil Arnóbio Ferreira Nunes, de 77 anos, conhecido como Arnaldo Teimoso, morto a tiros no dia 24 de novembro de 2017, no bairro de Manaíra. O suspeito de mandar matar a vítima é o próprio genro dele, Antônio Cícero, conhecido como Tony.

De acordo com as investigações da Polícia, o genro teria pago R$ 130 mil para encomendar a morte do sogro.

O crime teve grande repercussão porque foi flagrado por câmeras de segurança. O vídeo feito pelas câmeras de segurança de uma construtora mostraram o momento em que o empresário foi morto após ser baleado quando chegava no trabalho, em plena luz do dia.

Arnóbio Ferreira Nunes, de 77 anos, era sócio da empresa e morreu ainda no local, no bairro de Manaíra.

A ação do atirador dura menos de um minuto. Nas imagens, é possível ver quando o empresário e outra pessoa chegam na entrada do estabelecimento, que fica no cruzamento das avenidas Sapé e São Gonçalo, às 8h09 (horário local). Eles estacionam o veículo, uma picape, e saem. Segundos depois, um homem sozinho chega em uma moto e para atrás do carro.

O atirador saca uma arma e aponta para o motorista do carro, que coloca um objeto no banco. Em seguida, o homem vai até a porta do passageiro, onde está o empresário, e atira. Após ouvir o tiro, o motorista corre e o atirador ainda chega a apontar a arma pra ele. O atirador então guarda a arma na cintura, afasta o empresário, pega o objeto que o motorista colocou no banco e foge em seguida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome