MPF pede fechamento de emissora de rádio de deputado federal na Paraíba

0
251

O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba solicitou o cancelamento imediato da emissora de rádio Vale do Sabugi Ltda – ME, no município de Santa Luzia, no Sertão do estado. A rádio tem como um dos sócios o deputado federal Efraim Filho e também já teve em seu quadro de sócios o ex-senador Efraim de Araújo Morais, fato que viola o artigo 54 da Constituição Federal.

Conforme a lei, deputados e senadores não podem manter contrato ou possuir empresas de direito público, como emissoras de rádio ou televisão.

As empresas prestadoras de radiodifusão gozam de favores como imunidade fiscal sobre o ICMS e isenção fiscal sobre a Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica (Condecine), cita o MPF na ação, como exemplos de favorecimentos previstos pelo ordenamento, que decorrem da celebração de contrato entre a prestadora de radiodifusão e a União.

Ao solicitar a suspensão imediata dos serviços da rádio, o MPF entende que a manutenção da equidade de acesso à comunicação é particularmente importante durante o período eleitoral, em que a difusão de informações influencia a escolha de candidatos pelos eleitores.

Do pai para o filho – Conforme documentos encaminhados ao Ministério Público Federal pela Junta Comercial do Estado da Paraíba, a rádio Vale do Sabugi Ltda – ME foi fundada em setembro de 1987. Entre os sócios fundadores estava o então deputado Efraim de Araújo Morais, pai de Efraim de Araújo Morais Filho. O pai foi eleito deputado estadual nas eleições de 1982 e 1986; posteriormente, foi eleito deputado federal em 1990, 1994 e 1998 e senador em 2002. Já o filho  ingressou na sociedade da emissora em 2004, informação confirmada pelo próprio deputado, permanecendo no quadro societário até os dias atuais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome