Após boato no WhatsApp, Petrobras desmente alta no preço do gás de cozinha

0
441
Tem circulado pelas redes sociais a notícia de que a Petrobras vai aumentar em 8,9% o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) Residencial, mais conhecido como gás de cozinha. A estatal informou que trata-se de mais uma notícia falsa, visto que desde janeiro deste ano, os reajustes no preço do gás de cozinha passaram a ser realizados a cada três meses.
Desta forma, como o último reajuste no preço do gás aconteceu em abril deste ano, quando o valor foi reduzido em 4,4%, a próxima mudança no valor do gás só irá ocorrer em julho. De acordo com a Petrobras, o gás de cozinha para ser comercializado em botijões de 13 quilos tem o preço de venda formado pela média das cotações dos gases butano e do propano no mercado europeu, mais uma margem de 5%.
O cálculo do percentual de ajuste irá considerar as variações das cotações desses produtos e do câmbio nos doze meses anteriores, a partir do quarto trimestre de 2018. Até lá, vale uma regra de transição pela qual o período de apuração das cotações e do câmbio será gradativamente ampliado, passando de seis meses para nove meses, para então atingir doze meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome