Suspeito de matar gerente em JP pede desculpas à família da vítima: “não era para ter acontecido isso”

0
3291

“Que a família me desculpe. Não era para acontecer isso, mas aconteceu”, disse Anderson Oliveira dos Santos, 26 anos, ao falar com a imprensa sobre a tentativa de assalto que terminou com a morte Severino Maciel Ramos, gerente do Posto de combustível. O crime ocorreu na tarde do dia 26 de maio, em seu ambiente de trabalho, em Manaíra, em João Pessoa. O suspeito confessou o crime e foi preso no bairro Colinas do Sul, na Capital.

Durante entrevista, Anderson Oliveira dos Santos ficou emocionado e pediu desculpas aos familiares.

A ação para prender o autor do tiro foi coordenada pelo delegado titular da Roubos e Furtos de João Pessoa, Wagner Dorta. O outro envolvido no crime foi preso no mesmo dia do acontecido. Eri Jonhson foi espancado pela população. Ele passou pela custódia e já no Presídio PB1, na Capital.

“Os dois envolvidos no crime têm passagem pela polícia por diversos crimes. Eles estavam sendo investigados por participarem de arrastões em vários bairros de João Pessoa, como Manaíra, Estados e Bessa”, explicou o delegado.

Crime

Segundo relato de testemunhas à PM, o gerente saiu do posto de combustível já em luta corporal com um dos homens, tentando segurar e tomar a arma do assaltante. No momento do crime, um dos suspeitos foi detido e espancado pelos moradores que o entregaram à polícia. Com ele, a PM apreendeu a arma que teria sido usada no crime e uma moto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome