Procurador-geral do Ministério Público diz que novo vídeo elimina tese da defesa do prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima

0
1

Após a divulgação de um novo vídeo contendo a suposta negociação de propina pelo prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, o procurador-geral do Ministério Público do estado da Paraíba, Francisco Seráphico, afirmou que a nova prova apresentada confirma a denúncia. Em entrevista à rádio BandNews nesta quarta-feira (10), Seráphico ressaltou que o Ministério Público já tinha conhecimento do que acontece no vídeo. “As imagens que foram gravadas já foram descritas na denúncia”, destacou.

A denúncia, segundo o procurador-geral, já estava baseada em diversos tipos de provas e o novo vídeo surgiu para “elidir a tese da defesa e corroborar a tese do Ministério Público”. Ele reforçou que o conteúdo do vídeo “já se tratava de um fato conhecido pela ação. É apenas um elemento a mais de prova para corroborar a denúncia”.

Apesar de uma nova prova ter sido apresentada, Francisco Seráphico disse que não há certeza sobre novos pedidos de prisão contra o prefeito afastado. Como o fato já estava relatado na denúncia, cabe à Justiça decidir se será necessário novamente deter Berg Lima.

Seráphico afirmou que “a prisão pode acontecer em qualquer momento durante a investigação”, mas somente quando há necessidade avaliada pelos setores competentes. Os fatos ainda serão apurados, de acordo com o procurador-geral.

O vídeo teria sido gravado no dia 30 de junho do ano passado, no restaurante do empresário João Paulino de Assis, em Bayeux. O material foi veiculado nesta quarta-feira (10) pela TV Correio, do programa Correio Manhã, comandado por Nilvan Ferreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome