Jovem confessa que matou segurança em JP e pede desculpas: “Eu não queria fazer mal a ninguém”

0
38

A Polícia Militar prendeu na manhã desta terça-feira (26) Anderson de Souza Silva, o “Baby”, o segundo acusado de matar o vigilante Fábio Alves em setembro deste ano. Ele foi preso após ser identificado por câmeras de segurança praticando outro crime na Av. Monsenhor Walfredo Leal, em João Pessoa, no dia 21 de dezembro, em que ele e outro homem roubam uma motocicleta que estava parada no sinal da avenida.

Anderson de Souza Silva foi quem fez o disparo que vitimou o segurança, que trabalhava em uma escola particular no bairro dos Estados. Ao perceber que dois homens estavam assaltando uma mãe que colocava a filha no carro, Fábio Alves reagiu e partiu para cima do suspeito, que atirou e matou o vigilante.

Em um vídeo gravado na delegacia, Anderson confessou o crime e afirmou que não queria ter matado ninguém, e só cometeu o assalto porque estava precisando. “Eu não queria fazer mal a ninguém. Me arrependi muito e tô sofrendo muito aqui, como a família de todo mudo está sofrendo. Jamais quis fazer isso com ninguém”, disse ele.

“Eu fiz o assalto porque tava precisando, e aí fiquei com medo de alguém atirar nas minhas costas e fiz essa besteira. Mas não queria fazer mal a ninguém não, jamais. Peço mil desculpas”, completou.

Relembre o caso

O segurança Fábio Alves de Lima foi baleado na cabeça quando tentou evitar um assalto a uma mulher que deixava uma criança na escola, na avenida São Paulo, no Bairro dos Estados, no início do mês de setembro. Uma câmera de segurança localizada na rua captou o confronto entre o vigilante e o assaltante.

A vítima foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Trauma, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.

T5

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome