Quer trabalhar na Fiat? Veja dez coisas que você precisa saber antes de mandar seu currículo

0
109

Com a instalação da fábrica da Fiat em Goiana, Pernambuco, na divisa com a Paraíba, muita gente já está de olho na possibilidade de trabalhar na empresa.

Para quem mora em João Pessoa ou perto do litoral sul, as oportunidades são bastante positivas e vale a pena pensar seriamente em conseguir uma vaga na multinacional automobilística.

A Revista Você S/A fez uma lista com algumas informações que vale a pena saber antes de decidir mandar ou não seu currículo para a Fiat.

Veja abaixo, na íntegra, a matéria da Revista Você S/A e boa sorte!

10 coisas que você precisa saber antes de trabalhar na FIAT

No final do mês passado, a Fiat Chrysler Automobile (FCA) inaugurou um polo automotivo na cidade de Goiana, em Pernambuco. Por lá trabalharão até 11 000 pessoas — apenas 3 000 já foram contratadas —, que participarão, em um primeiro momento, da produção de automóveis da marca Jeep. VOCÊ S/A conversou com headhunters, consultores de carreira e com o diretor de RH da empresa para descobrir como é trabalhar na montadora que é a fabricante do carro mais vendido no Brasil, o Palio.

1 – HÁ POSSIBILIDADE DE EXPATRIAÇÃO

A Fiat está presente em mais de 50 países e tem o Brasil como sua maior operação mundial. As chances de expatriação são grandes não só para a Itália, sede global, mas também para diversos países. Falar uma segunda língua é fundamental.

2 – É UMA COMPANHIA HIERARQUIZADA

Por ser uma multinacional, a montadora tem uma hierarquia um pouco mais rígida, e a tomada de decisão costuma ser lenta devido à necessidade de contatar outras plantas.

3 – A CULTURA ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

Desde janeiro, a Fiat comanda o Grupo Chrysler, de carros de luxo. Por isso, os valores da empresa estão sendo redefinidos. Companhias italianas, como a Fiat, não costumam ter processos definidos — o oposto de americanas, como a Chrysler.

4 – MOMENTO POSITIVO

Na planta de Goiana há novas práticas. Os funcionários podem passar por estágios curtos em diversos setores até encontrar o cargo mais adequado às suas competências. E a área administrativa também é diferente: não há baias, e as estações de trabalho são flexíveis.

5 – GIGANTE COM CARA DE EMPRESA FAMILIAR

A Fiat ainda tem características de empresas familiares: baixa meritocracia e valorização de profissionais políticos. Mas especialistas creem que a Chrysler terá influência positiva no ambiente.

6 – BENEFÍCIOS E SALÁRIOS DENTRO DA MÉDIA

Funcionários têm desconto na hora de comprar um carro da marca, mas salários e benefícios estão dentro da média do mercado de montadoras, que costumam oferecer pacotes inferiores aos de empresas de tecnologia e bancos.

7 – TECNOLÓGICA, MAS NEM TANTO

Quando o assunto é carro, a Fiat investe em inovação. Internamente, no entanto, os processos ainda são burocráticos, e falta criar mecanismos de comunicação mais eficientes.

8 – ESTABILIDADE AINDA É UMA REALIDADE

É muito comum que os funcionários da Fiat construam uma carreira inteira e fiquem anos lá dentro. E isso é ótimo para quem busca estabilidade. O único cuidado é tentar se reinventar para não se sentir estagnado.

9 – EXISTE DIVERSIDADE CULTURAL

Como é uma empresa grande com plantas em vários países, não é raro trabalhar ao lado de estrangeiros e aprender com eles.

10 – FORA DO EIXO RIO-SP

Comentários de funcionários e ex-empregados da Fiat no site de classificação de empresas Love Mondays registram que a localização da sede, em Betim, a meia hora de Belo Horizonte, é um problema. O acesso é complicado e, dependendo da profissão, o mercado da região é restrito.

Palavra da empresa

“As principais características para trabalhar na Fiat são curiosidade, capacidade de superar desafios e flexibilidade. Outro ponto é estar aberto a culturas diferentes, pois as possibilidades de expatriação são grandes.” Adauto Duarte, diretor de recursos humanos da Fiat Chrysler Automobile

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome