13/05/2015 às 19h47
Gigante no nosso quintal

Quer trabalhar na Fiat? Veja dez coisas que você precisa saber antes de mandar seu currículo

Com a instalação da fábrica da Fiat em Goiana, Pernambuco, na divisa com a Paraíba, muita gente já está de olho na possibilidade de trabalhar na empresa.

Para quem mora em João Pessoa ou perto do litoral sul, as oportunidades são bastante positivas e vale a pena pensar seriamente em conseguir uma vaga na multinacional automobilística.

A Revista Você S/A fez uma lista com algumas informações que vale a pena saber antes de decidir mandar ou não seu currículo para a Fiat.

Veja abaixo, na íntegra, a matéria da Revista Você S/A e boa sorte!

10 coisas que você precisa saber antes de trabalhar na FIAT

No final do mês passado, a Fiat Chrysler Automobile (FCA) inaugurou um polo automotivo na cidade de Goiana, em Pernambuco. Por lá trabalharão até 11 000 pessoas — apenas 3 000 já foram contratadas —, que participarão, em um primeiro momento, da produção de automóveis da marca Jeep. VOCÊ S/A conversou com headhunters, consultores de carreira e com o diretor de RH da empresa para descobrir como é trabalhar na montadora que é a fabricante do carro mais vendido no Brasil, o Palio.

1 – HÁ POSSIBILIDADE DE EXPATRIAÇÃO

A Fiat está presente em mais de 50 países e tem o Brasil como sua maior operação mundial. As chances de expatriação são grandes não só para a Itália, sede global, mas também para diversos países. Falar uma segunda língua é fundamental.

2 – É UMA COMPANHIA HIERARQUIZADA

Por ser uma multinacional, a montadora tem uma hierarquia um pouco mais rígida, e a tomada de decisão costuma ser lenta devido à necessidade de contatar outras plantas.

3 – A CULTURA ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

Desde janeiro, a Fiat comanda o Grupo Chrysler, de carros de luxo. Por isso, os valores da empresa estão sendo redefinidos. Companhias italianas, como a Fiat, não costumam ter processos definidos — o oposto de americanas, como a Chrysler.

4 – MOMENTO POSITIVO

Na planta de Goiana há novas práticas. Os funcionários podem passar por estágios curtos em diversos setores até encontrar o cargo mais adequado às suas competências. E a área administrativa também é diferente: não há baias, e as estações de trabalho são flexíveis.

5 – GIGANTE COM CARA DE EMPRESA FAMILIAR

A Fiat ainda tem características de empresas familiares: baixa meritocracia e valorização de profissionais políticos. Mas especialistas creem que a Chrysler terá influência positiva no ambiente.

6 – BENEFÍCIOS E SALÁRIOS DENTRO DA MÉDIA

Funcionários têm desconto na hora de comprar um carro da marca, mas salários e benefícios estão dentro da média do mercado de montadoras, que costumam oferecer pacotes inferiores aos de empresas de tecnologia e bancos.

7 – TECNOLÓGICA, MAS NEM TANTO

Quando o assunto é carro, a Fiat investe em inovação. Internamente, no entanto, os processos ainda são burocráticos, e falta criar mecanismos de comunicação mais eficientes.

8 – ESTABILIDADE AINDA É UMA REALIDADE

É muito comum que os funcionários da Fiat construam uma carreira inteira e fiquem anos lá dentro. E isso é ótimo para quem busca estabilidade. O único cuidado é tentar se reinventar para não se sentir estagnado.

9 – EXISTE DIVERSIDADE CULTURAL

Como é uma empresa grande com plantas em vários países, não é raro trabalhar ao lado de estrangeiros e aprender com eles.

10 – FORA DO EIXO RIO-SP

Comentários de funcionários e ex-empregados da Fiat no site de classificação de empresas Love Mondays registram que a localização da sede, em Betim, a meia hora de Belo Horizonte, é um problema. O acesso é complicado e, dependendo da profissão, o mercado da região é restrito.

Palavra da empresa

“As principais características para trabalhar na Fiat são curiosidade, capacidade de superar desafios e flexibilidade. Outro ponto é estar aberto a culturas diferentes, pois as possibilidades de expatriação são grandes.” Adauto Duarte, diretor de recursos humanos da Fiat Chrysler Automobile

Comentários