09/08/2017 às 20h21 • atualizado em 10/08/2017 às 11h48
Ponto de Cem Réis

Gervásio Maia inaugura novo prédio da ALPB no Paraíba Palace e ressalta economia

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia, ao inaugurar o Centro Administrativo da entidade, no prédio Paraíba Palace, que abrigava o antigo Paraíba Palace Hotel, comentou a importância da reativação do prédio antigo para o comércio local, para a revitalização do patrimônio histórico da cidade e até para a economia da ALPB.

“A certeza de que nós estamos restaurando o nosso patrimônio histórico, estaremos também dando um reforço no comércio local porque mais pessoas vão transitar por aqui, pelo Ponto de Cem Réis. Diante de tudo isso, a Assembleia ainda vai economizar meio milhão de reais (ao ano) apenas com essa decisão”, comentou.

Maia fez um apelo ainda para que outras entidades do poder público sigam o exemplo da Assembleia e reutilizem prédios históricos que se encontram em situação de abandono.

“Que esse momento vivido hoje sirva de exemplo para que outras autoridades possam revitalizar, restaurar o nosso patrimônio histórico. Nós temos belíssimas edificações que estão esquecidas e abandonadas e alguém precisa fazer algo”, ponderou.

Gervásio falou ainda sobre a sua recusa em assinar o requerimento que homenageava com o nome do Centro Administrativo o seu pai, Gervásio Bonavides Mariz Maia.

“Fiquei muito feliz, minha família também com a homenagem. Mas a minha dificuldade de colocar a minha assinatura e promulgar a assinatura foi que meu nome é praticamente idêntico ao dele e meu pai era muito avesso a homenagens. Todas as obras que ele fazia por aqui, quando ia encerrar com placa, ele não aceitava que seu nome fosse colocado ali. Imagino que ele não ficaria feliz”, concluiu.

Paraíba Palace

Construído em 1929 e inaugurado em 1937 no Ponto de Cem Réis, atual Praça André Vidal de Negreiros, é um dos ícones arquitetônicos do Centro de João Pessoa. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (IPHAEP), possui estilo art-noveau, pintado num amarelo marcante, é o único exemplar da arquitetura veneziana da capital paraibana. Entrou para a preservação histórica, depois do Decreto nº 25.138, assinado pelo governador Cássio Cunha Lima, em 28 de junho de 2004.

Dos anos 1930 a 1960 era considerado o “point” da elite paraibana, hospedando além de anônimos da elite, políticos, atletas e artistas da época. No passado, o Paraíba Palace Hotel ficou em situação crítica, sem condições de uso e quase chegou a ser totalmente interditado pelo IPHAEP, inclusive na parte térrea, onde até hoje funcionam alguns pontos comerciais.

Há 20 anos foi comprado pelo empresário Hermano Targino para funcionar como hotel, mas devido à baixa procura de clientes e após uma pesquisa de mercado juntamente com o SEBRAE, foi transformado em um Shopping Popular, no ano de 2013. São quase 3.500 metros quadrados de área construída com 100 lojas, em três pavimentos, com quatro elevadores, duas escadas, uma praça de alimentação com quatro restaurantes, além de casa lotérica, internet Wi-Fi e dois salões de beleza.

Neste ano, foi a Assembleia Legislativa da Paraíba assinou contrato para a implantação do Centro Administrativo da entidade. Deputados já falam em comprar o prédio em definitivo.

Comentários