19/05/2017 às 20h46 • atualizado em 20/05/2017 às 12h18
Crime

Guarda municipal de Bayeux envolvido na fraude de concurso público é preso em pousada de João Pessoa

O guarda municipal de Bayeux, Alvino Machado de Araújo Junior, foi preso nesta sexta-feira (19), pela Polícia Civil da Paraíba como sendo mais um envolvido em fraudes em concursos públicos na Paraíba. Essa foi uma das prisões realizadas durante a nova fase da Operação Gabaritos.

Segundo o delegado Lucas Sá, que coordena a Gabarito,  o suspeito não era localizado desde o início da Gabarito, desaparecendo e mudando de endereço, objetivando escapar e permanecer impune pelos fatos investigados. Ele também abandonou os plantões na guarda municipal e sequer atendia os telefonemas de seus superiores.

“Alvino foi aprovado em diversos concursos em destaque para o HU / EBSERH e concurso do MPPB/2015. No entanto, após diversas diligências, a equipe da DDF localizou o suspeito em uma pousada, no bairro de Tambau. Com a prisão de Alvino, encerram-se as 02 primeiras fases da Operação  Gabarito, com o indiciamento de 30 pessoas e a prisão de 29”, falou o delegado.

Lucas Sá explicou que serão deflagradas novas fases, com a instauração de um inquérito para cada concurso investigado. A partir da 3ª fase, a DDF irá aprofundar as condutas em relação a cada concurso e objetiva identificar todos os beneficiados (membros da ORCRIM e Candidatos beneficiados).

Mais prisões

Carlos Oliveira de Melo Júnior foi preso nesta sexta (19) na Praia da Penha. Ele é outro membro da ORCRIM. Consta como aprovado em diversos concursos juntamente com membros investigados na OPERAÇÃO GABARITO e aguarda nomeação em mais de um concurso. Carlos estava inscrito no concurso do MPRN (alvo da 1ª fase da operação) e só não foi preso porque conseguiu evadir-se do local de prova contando com o auxílio de membros da ORCRIM.  CARLOS é apontado como sendo do 2º nível da ORCRIM.

Comentários

Recomendado para você