18/05/2017 às 18h38 • atualizado em 18/05/2017 às 19h06
Protesto

Manifestantes pedem renúncia de Temer e eleições diretas durante atos na Paraíba

Manifestantes se reúnem em atos públicos, na tarde desta quinta-feira (18), em João Pessoa e Campina Grande, para pedir a saída do presidente Michel Temer (PMDB) e eleições gerais diretas imediatas. Organização e Polícia Militar não divulgaram o número de manifestantes.

O ato ocorre após o site do jornal “O Globo” publicar reportagem revelando que o dono da JBS gravou conversa com o presidente na qual foi discutido o silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O grupo se concentrou a partir das 15h em frente ao Lyceu Paraibano e saiu em caminhada com destino ao Ponto de Cem Réis. Às 17h, o grupo saiu da concentração e seguiu para o anel do Parque da Lagoa Solon de Lucena e bloqueou o trânsito na Avenida Almirante Barroso.

Fazem parte da organização do protesto centrais sindicais, a Frente Povo Sem Medo Paraíba e o Sindicato dos Professores da Universidade Federal da Paraíba (AdufPB). Ainda não há estimativa de participantes no ato.

Ato contra Temer em Campina Grande

Em Campina Grande, alguns manifestantes se encontraram na Praça da Bandeira, às 16h. As principais reivindicações do ato são a renúncia do presidente Michel Temer e eleições diretas, além de manifestação contra as reformas Trabalhista e da Previdência.

Organização divulgou a presença de 300 pessoas no ato. A Polícia Militar não informou o número de manifestantes.

Participam da manifestação a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Movimento Levante Popular da Juventude e o Sintab Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab).

G1

Comentários