18/05/2017 às 09h20
Crime

Jovem grávida de 7 meses é assassinada com tiro na cabeça e polícia suspeita do marido

Élida Pereira de Araujo, de 18 anos, foi morta com um tiro na cabeça dentro de casa na noite da quarta-feira (17), em Campina Grande. De acordo com a delegada de homicídios do município, Tatiana Matos, a suspeita é de que a jovem tenha sido morta pelo companheiro, que até as 8h desta quinta-feira (18) permanecia desaparecido.

O caso foi registrado por volta das 18h50, na Rua Tianguá, no Bairro das Cidades. Segundo a PM, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) solicitou apoio aos policiais após constatar que a vítima, natural da cidade de Esperança, havia morrido após ser baleada na nuca.

A delegada responsável pelo caso explica que os vizinhos não souberam dar informações sobre a morte, mas contaram que ela morava com o companheiro na residência há menos de um mês.“Identificamos uma situação bastante insalubre. Uma vítima jovem e sem essa pessoa, esse companheiro, presente para dar informações necessária, o que nos deixa de sobreaviso na possível participação do companheiro no crime”, disse a delegada.

Ainda segundo Tatiana Matos, na casa da vítima a polícia encontrou uma mochila com várias roupas e uma quantia de drogas e de outros materiais ilícitos escondidos, o que daria indícios de que no local funcionava um ponto de venda de drogas.

“Identificamos que essa mulher tinha estado grávida recentemente e que tem um companheiro com antecedentes criminais. Na casa havia roupas do sexo masculino, dentro de uma mochila, como se estivesse preparada para viajar ou acabado de chegar de viagem”, explicou.

Até as 8h desta quinta-feira a polícia realizava buscas pelo suspeito e pela arma usada no crime. Outras linhas de investigação também vão ser analisadas, de acordo com Tatiana Matos.

G1

Comentários