22/06/2015 às 10h37
ESTUPRO

“Não descansaremos até dar uma resposta ao caso”, diz secretário

O secretário de Segurança e Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, prometeu,  nesta segunda-feira (22), todo empenho para solucionar o caso das mulheres que foram sequestradas, estupradas e esmagadas por carro. As vítimas, sendo que uma morreu, foram raptadas no bairro dos Bancários e encontradas em canavial de Goiana, em Pernambuco.

“A Polícia não descansa enquanto não tiver uma resposta para esse caso”, disse o secretário

De acordo com Cláudio Lima, a polícia da Paraíba está acompanhando o caso com a polícia de Pernambuco para elucidar os crimes.

Claudio Lima considerou que o caso como “chocante”  mas que a segurança da Paraíba não descansará enquanto não encontrar respostas para a barbárie.

“Tenha certeza que não faltará nenhum epenho e apoio nesse sentido”, acrescentou.

Glória da Silva e a enfermeira Caroline Teles Figueira que estavam com um bebê de nove meses, foram rendidas após sair de festinha de São João em um berçário nos Bancários.  Elas foram colocadas no carro de uma das duas e levadas para um matagal localizado às margens da BR-101, no trecho próximo à fábrica da Fiat em Goiana (PE).

No matagal elas foram estupradas e depois amarradas pelos bandidos, que ainda passaram com o carro por cima delas.

A criança foi encontrada amarrada e encontrada feridas com  picadas de insetos.

Caroline Félix foi socorrida por uma equipe do Samu e encaminhada com politraumatismo para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista. A criança também foi socorrida e está no Hospital Belarmino Correia, em Goaina. (MaisPB)

Comentários