17/06/2015 às 14h35
Denúncias de perseguição

Senador Cássio Cunha Lima confirma viagem à Venezuela

O líder do PSDB no senado, Cássio Cunha Lima (PB) confirmou sua ida à Venezuela junto à Comissão Especial de Senadores da República,  em viagem destinada à verificar in loco as denúncias de perseguição política a opositores do governo daquele país, com embarque marcado para manhã desta quinta-feira (18) para a capital, Caracas, e previsão de volta no mesmo dia ao Brasil.

“Estamos atendendo a convite de familiares de presos políticos e da oposição daquele país, em solidariedade aos líderes políticos mantidos presos pelo regime de Nicolás Maduro. Faremos uma visita humanitária, a fim de manifestar solidariedade ao povo venezuelano, estabelecer diálogo com os membros do Parlamento local, autoridades do Governo e interlocutores da oposição e da sociedade civil”, justificou Cássio Cunha Lima.

Na agenda está prevista a chegada a Caracas por volta das 11h30, e, a partir daí, a comissão fará uma programação organizada pelas oposições com dois objetivos prioritários: fazer mais um chamamento à libertação dos presos políticos e também clamar pela definição da data das eleições parlamentares naquele país, sob a fiscalização e o acompanhamento de organismos internacionais.

O convite para a visita foi feito aos parlamentares brasileiros pelas famílias de Leopoldo Lopez, líder da oposição venezuelana, preso há mais de um ano, e de Antonio Ledezma, prefeito de Caracas, detido em fevereiro deste ano em pleno exercício do cargo. Lopez mantém greve de fome há mais 20 dias.

Comentários

Recomendado para você