13/06/2015 às 10h55 • atualizado em 12/06/2015 às 18h56
Então...

PT volta atrás e aceitará doações de empresas

Em 17 de abril deste ano, o presidente do PT, Rui Falcão, anunciou que o partido passaria a rejeitar as doações empresariais de campanha. Menos de três meses depois, a ideia está prestes a ser abandonada.

É verdade que o partido passou a recusar as doações empresariais para o custeio das atividades da legenda e até lançou um site para obter contribuições dos filiados. Mas, quando o assunto é campanha eleitoral, o discurso é diferente.

Agora, a tese predominante é que o partido deve aguardar a Câmara e o Senado concluírem a discussão sobre o modelo de financiamento de campanha, que é parte da reforma política. A palavra final do PT sobre o assunto não deve mais sair do congresso da sigla em andamento na Bahia.