12/06/2015 às 10h31 • atualizado em 12/06/2015 às 14h53
LEVANTAMENTO

Saiba quanto custa um deputado estadual ao bolso do contribuínte na Paraíba

ALPB-01Os deputados estaduais brasileiros gastam demais, têm muitos funcionários e, em alguns casos, têm salário acima do permitido – tudo pago com o seu dinheiro. A conclusão é de um relatório da ONG Transparência Brasil divulgado esta semana. Na Paraíba, um deputado estadual custa aos nossos bolsos a bagatela de R$ 67.878.

A Transparência Brasil descobriu também que muitos deputados estaduais têm direito a verbas indenizatórias “astronômicas”. Esse dinheiro é usado para gastos como escritório, passagens aéreas e aluguel de veículos.

Assim como no Rio Grande do Sul, na Paraíba a verba indenizatória é cumulativa. Ou seja, mesmo que o deputado não use todo o valor num mês, o dinheiro fica disponível para os meses seguintes.

Aqui, os deputados recebem R$ 25.322 de salário, verba indenizatória cumulativa de R$ 35.000 e R$ 7.556 para contratação de assessores, no total de R$ 67.878.

Na Câmara dos Deputados em Brasília, o teto da verba indenizatória varia entre R$ 30 mil e R$ 45 mil, dependendo do estado de origem do parlamentar. Nas Assembleias estaduais, porém, há limites de até R$ 65 mil, como é o caso do Mato Grosso.

Detalhe: diferente dos federais, os deputados estaduais trabalham em seu próprio estado de origem e não têm a necessidade de viajar longas distâncias toda semana.

Pois nos estados há valores bem maiores. No Distrito Federal, por exemplo, a verba de gabinete é de impressionantes R$ 173,2 mil, quase o dobro da verba disponível para os deputados federais. Esse montante faz com que os deputados estaduais do Distrito Federal sejam os mais caros do país, de acordo com o levantamento.

Três estados não entraram no estudo, pois não disponibilizaram os dados necessários: Acre, Maranhão e Sergipe. Outros aparecem apenas com parte das informações, como o Amapá (que não mostra a verba de gabinete de seus deputados). (Com Congresso em Foco)

Salário dos deputados

R$ 25.322

Gratificações

Auxílio moradia

Verba indenizatória

R$ 35.000

Outras verbas

Total para gasto pessoal

R$ 60.322

Verba de gabinete (para contratação de assessores)

R$ 7.556

TOTAL (pessoal + gabinete)

R$ 67.878

Comentários

Recomendado para você