11/06/2015 às 16h57 • atualizado em 11/06/2015 às 17h00
REFORMA

Maioria da bancada paraibana opta pela manutenção da obrigatoriedade do voto; confira votação

Na retomada da votação da reforma política, o Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 311 votos a 134, o fim do voto obrigatório. Com isso, permanece a obrigação do alistamento eleitoral e do voto obrigatórios para os maiores de 18 anos. Da bancada paraibana, apenas quatro deputados votaram pelo fim do voto obrigatório.

Se posicionaram contra a obrigação de votar sob pena de multa e outras punições previstas na Constituição o deputado Wilson Filho, Efraim Filho, Rômulo Gouveia e Manoel Junior.

Outros 6 deputados da bancada federal da Paraíba decidiram que a população deve ser obrigada a votar. Foram eles: Hugo Motta, Veneziano Vital, Aguinaldo Ribeiro, Wellington Roberto, Pedro Cunha Lima e Luiz Couto.

Os deputados Damião Feliciano e Benjamim Maranhão não participaram de votações na noite da quarta (10).

Para os analfabetos, maiores de 70 anos e os maiores de 16 anos e menores de 18 anos o voto continua sendo facultativo.

Apenas três partidos se mostraram favoráveis ao voto facultativo: PPS, PV e DEM. Todos os outros, incluindo PT, PSDB e PMDB, tiveram maioria de parlamentares favoráveis à manutenção do voto obrigatório.

1.      Efraim Filho PB Sim
2.      Hugo Motta PB Não
3.      Manoel Junior PB Sim
4.      Veneziano Vital do Rêgo PB Não
5.      Aguinaldo Ribeiro PB Não
6.      Wellington Roberto PB Não
7.      Rômulo Gouveia PB Sim
8.      Pedro Cunha Lima PB Não
9.      Luiz Couto PB Não
10.  Wilson Filho PB Sim

Comentários