09/06/2015 às 09h00 • atualizado em 08/06/2015 às 21h16
Cuiá

Com protesto, mas sem ponte e sem girador

Um protesto que aconteceu na manhã desta segunda-feira (8) parou o trânsito na região da ladeira do Cuiá, entre os bairros de Valentina de Figueiredo e Mangabeira, em João Pessoa.

O protesto teve início por volta das 7h30 e terminou às 10h, após o secretário de Articulação Política do Município Adalberto Fulgêncio, se comprometer a receber os manifestantes, que pediam a instalação de um girador na região, para diminuir o número de acidentes, já que nos últimos dois meses houve quatro mortes na ladeira.

Os moradores pedem, ainda, que o radar localizado na ladeira seja ativado, já que está desligado há alguns meses.

As pastas envolvidas em possíveis obras referentes à ladeira seriam a Semob e a pasta de Infraestrutura do município. O secretário Cássio Andrade, responsável pela Infraestrutura, revelou que a prefeitura não tem, neste momento, condições de fazer obras para a melhora das condições de trânsito na ladeira do Cuiá.

“Estamos conversando com a Semob em busca de soluções preventivas, mas isso também parece estar distante de acontecer. É preciso fazer desapropriações, e isso não será possível no momento”, declarou.

Os moradores ainda reivindicam a elevação da ponte que fica no fundo da ladeira e que, em dias de chuvas mais fortes, acaba ficando coberta pela água do rio que passa por baixo. “Nosso planejamento é fazer aquela obra para acabar de vez com o problema. enquanto isso não é possível estamos fazendo esse trabalho preventivo”, disse o secretário.

Comentários

Recomendado para você