04/06/2015 às 17h32
Planos de saúde

Indignação define

O secretário do Procon-JP, Helton René, criticou a autorização dada pela Agência Nacional da Saúde para que os planos de saúde tenham reajuste de até 13,55%. Para ele, a decisão da ANS está “acima da razoabilidade, já que no ano passado este reajuste foi de 9,65%”.

“A ANS poderia ter se baseado no IPCA, pois este custo está ligado ao custo de vida do próprio consumidor. Agora, se o consumidor notar qualquer aumento acima deste valor, mesmo que seja uma tarifa extra de emissão de boleto, administrativa, não importa, isso deve ser comunicado ao Procon”, avisou o secretário.

Comentários